Comitê de Prevenção à COVID-19 reúne-se e música ao vivo está proibida


Comitê de Prevenção à COVID-19 reúne-se e música ao vivo está proibida

Na tarde desta quarta-feira, 07, reuniram-se os membros do Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID19 para deliberarem sobre alguns pontos e questões relativas às medidas preventivas em vigência no município.

Após discussões e explanações de alguns fatos ocorridos no final de semana no tocante à realização de show com música ao vivo em estabelecimentos comerciais, o Comitê decidiu que fica vedado, a realização de shows com música ao vivo e/ou som mecânico em estabelecimentos comerciais.

Também está vedada a realização de eventos dançantes ou que envolvam contato físico.

Com relação à autorizado para realização de casamentos, bodas e formaturas, fica condicionada a solicitação junto a Vigilância Sanitária no prazo de 15 dias corridos anterior ao evento, bem como ao cumprimento das medidas de prevenção e combate ao COVID 19 estabelecidas pelo Decreto Municipal n°316/2020. Para tanto, o solicitante deverá apresentar lista de presença dos participantes em até 24 horas anterior ao evento.

Outra medida tomada pelo Comitê é que fica vedado, a realização de “lives” com público no local.

Fica autorizado a realização de casamentos, bodas, aniversários, formaturas, confraternizações, reuniões e assembleias com aglomeração de no máximo 100 pessoas, ficando limitado a 50% da capacidade do local.

Referente à aplicação das medidas estipuladas pelo Decreto vigente, definiu-se que ocorrendo a segunda e sucessivas reincidências, o estabelecimento comercial que descumprir as medidas decretadas de prevenção e combate ao COVID 19, terá seu estabelecimento interditado por um período de 15 dias, sendo que, em não sendo cumprido a medida de interdição, o alvará de funcionamento do estabelecimento será suspenso por período de 30 dias, contado da autuação de descumprimento da medida de interdição, sem prejuízo de aplicação da multa prevista no caput deste artigo.

Conforme afirmaram os membros do Comitê, o momento atual é de ter os cuidados redobrados, pois com a vacinação avançando os números estão caindo, mas não é momento de baixar a guarda.

 

Galeria de Fotos

Ver mais notícias