SETEMBRO AMARELO - MÊS DE DIÁLOGO SOBRE PREVENÇÃO DO SUICÍDIO

No dia 04 de setembro de 2019 em campanha alusiva ao setembro amarelo através de uma solicitação do Banco SICREDI foi realizado através do NASF Núcleos de Apoio à Saúde da Família, com a profissional de psicologia Suelen Becker, a qual realizou orientação aos colaboradores da agência SICREDI de Itaipulândia sobre a campanha setembro amarelo: Prevenção ao suicídio.

A campanha do setembro amarelo acontece mundialmente e foi criada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) no dia 10 de setembro de 2003 que instituiu o dia mundial da prevenção do suicídio, com o objetivo de estimular a prevenção, tendo como objetivo instigar em todos os espaços o debate deste assunto que ainda hoje é considerado um tabu para os brasileiros.

O amarelo é utilizado para representar o mês de prevenção do suicídio pela morte de Mike Emme nos Estados Unidos. Mike era um rapaz bondoso e com muito talento sobre mecânica. Apesar da sua personalidade cativante e bondosa, Mike era uma pessoa que precisava de ajuda. E infelizmente ninguém percebia os sinais de que algo estava errado. Por fim, Mike cometeu suicídio e no dia do seu funeral, diversos cartões amarelos estavam disponíveis para quem quisesse pegar. Os cartões diziam: se você precisar, peça ajuda. Em pouco tempo, os cartões foram espalhados por todo o país e ligações de pessoas que precisavam de ajuda começaram a aparecer.

Os dados das pesquisas são alarmante, pois no mundo todo, aproximadamente uma pessoa se mata a cada 40 segundos. Só no Brasil, o suicídio é a quarta causa mais comum de morte de jovens. O assunto é um tabu. Não falamos dele. A mídia evita por medo de aumentar os números, as pessoas evitam por medo do assunto em si e com isso, acabamos cortando o diálogo necessário.

O Setembro Amarelo é uma campanha que busca trazer o diálogo e prevenir o suicídio. 90% dos suicídios poderia ser evitado com ajuda psicológica. A maioria deles é causada por doenças mentais que não são tratadas porque muita gente nem sabe que precisa de tratamento. Aproximadamente 60% das pessoas que morrem por suicídio não buscam ajuda.

Já pensou se isso se aplicasse a outras doenças? Imagine se 60% das pessoas com fraturas não fosse ao médico ou se 60% dos pacientes com apendicite não se tratasse e você vai perceber que é estranho que tanta gente não busque ajuda. Isso porque nós, como sociedade, não falamos do assunto, não informamos as pessoas. Cerca de 17% dos brasileiros já pensou seriamente em suicídio. 4,8% deles já elaboraram um plano para isso.

O objetivo do mês de prevenção do suicídio é conscientizar as pessoas deste problema tão grave, que tira tantas vidas todos os anos. O setembro amarelo é um mês de diálogo. É um mês que busca criar conversas sobre o assunto, deixar as pessoas que sofrem com pensamentos suicidas saberem que elas não estão sozinhas e que a morte não é solução.

COMO AJUDAR:

O que não se deve fazer quando alguém próximo pensa em suicídio: Condenar, banalizar, dar opinião, brigar, falar que é falta de deus ou falta do que faze, falar que quer chamar a atenção. Escute, incentive-a a busca ajuda profissional, mantenha o contato.

Em caso de crises e você estiver sozinho: Se você não tem ninguém próximo com quem conversar, ligue para 188 e conversar com um dos voluntários do Centro de Valorização da Vida. Eles estão lá para você e podem entender pelo que você está passando.

Se você está com pensamentos suicidas, é importante pedir ajuda. Fale com alguém próximo, conte para as pessoas o que passa pela sua cabeça. Ter alguém para conversar faz toda a diferença.

SINAIS DE ALERTA

Comentários e intenções suicidas: “Vou desaparecer”; “Queria nunca mais acordar”; “Vou deixar vocês em paz”; “É inútil tentar mudar, só quero me matar”.

Preste atenção se qualquer um destes comentários aparecer, especialmente se a frequência deles aumenta.

Comportamento: preocupação com a própria morte, isolamento, se desfazer de objetos pessoais importantes, tranquilidade repentina.

Cuidados com os mitos sobre o suicídio: quem ameaça não faz; suicidas não procuram ajuda; sobreviventes de suicídio estão a salvo; não se deve falar de suicídio.

O Setembro Amarelo busca salvar vidas através da informação e da conversa sobre este assunto sério que ainda é um grande tabu.

No mês de setembro a secretaria de saúde do município de Itaipulândia estará abordado o tema em vários espaços, empresas, unidades básicas de saúde, alunos da rede municipal e estadual de ensino, o tema será abordado durante o mês de setembro, em vários espaços, pois falar sobre suicídio é uma questão de saúde pública e é extremamente necessário.

Serviços
Telefones Úteis
Assistência Social | (45) 3559-2024
ACIAI | (45) 3559-1431
Câmara de Vereadores | (45) 3559-1128
Conselho Tutelar | (45) 3559-1166
Detran | (45) 3559-1241
Hospital | (45) 3559-1151 / 2068
Junta Militar | (45) 3559-2024
Posto de Saúde | (45) 3559-1190 / 1238
Samu | (45) 3559-1717 ou 192
Sanepar | (45) 3559-1429
Vigilância Sanitária | (45) 3559-1715
Horário de Atendimento 07:30h às 11:30h | 13:00h às 17:00h - segunda a sexta-feira

Rua São Miguel do Iguaçu - Centro - (45) 3559 - 8000
imprensa@itaipulandia.pr.gov.br